O Mentor

Joaquin Phoenix numa grande interpretação. Simplesmente, I love him! Na verdade ainda estou a meditar se gostei realmente do filme ou se não o recomendo. Só o facto do filme intrigar, vale a pena ver…

Paul Thomas Anderson não é argumentista nem realizaor de filmes fáceis e retrata uma América nos anos 50, pós II Guerra Mundial. Retrata o lado que Hollywood normalmente não mostra nos filmes.

Há algo que me fica deste filme, com certeza: amigo é aquele(a) de quem sentimos verdadeira saudade de rir. Riso sem sentido. Riso do fundo de nós, que nos faz feliz, se sabermos do que rimos.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s