Mensagem para nunca leres

Brigamos muito. Sabemos já pouco. Nunca soubemos nada. Não podemos fazer como nas tragédias gregas e fazer um acto final divinal. Trágico, mas final.Temos que continuar na mesma estrada, mesmo que a trilhar caminhos diferentes. Mentimos. Acreditámos. Mudámos muito. Continuamos a mentir. Fizemos escolhas. Aqui estamos, um ano depois. Tu, bem! Eu, também!

Ontem a preta ligou-me e daquela forma cruel que os amigos têm de dizer as verdades, mesmo lá de longe soube o dia certo para ligar, para me dizer quão pateta sei ser. Senti vergonha. O que está feito, feito está.

Quero tanto esquecer certos calafrios e manter-me firme no meu trilho. De tanto querer esquecer, não fiz outra coisa hoje senão lembrar me do dia que hoje é do qual não quero saber. Na verdade, dizer ou não dizer a mesnagem simples deste dia, pouco importa. Contigo, aprendi a não acreditar que se deve seguir o coração. Que há emoções que se gerem com a razão. Só por isso, já valeu a pena.

Quanto ao resto? Don’t worry, be happy!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s