Birra

Há palavras que são para certas pessoas, como a água é para os peixes. Birra assenta-me bem. O cúmulo da birra é cansar-me da própria birra. Difícil ser eu!, repito vezes sem fim enquanto te ries sem perceber o quão sincero é.

Não me apetece falar, já disse! Na verdade, até tenho na garganta tudo para te dizer como se esperasse um impulso estúpido que me libertasse desta birra. Não o vou fazer, porque não! Respostas tortas, respotas directas. Objectivo: ser o mais desgradável e rude possível. Birra! Larga-me. Deixa-me em paz. Quero magoar. Não vês que quero mimo e atenção? Já me conheces e ignoras, esperas que passe. E ainda te preocupas discretamente esperando um deslize meu? Irritas-me.

Já te disse. Sinto-me bem de birra contigo. Pelo menos até ao dia em que não te esqueceres de desligar a puta da ventoinha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s